Aviação Comercial

Air New Zealand recebe primeiro Boeing 787-9

Modelo está equipado com motores Rolls-Royce Trent 1000


Air New Zealand recebe primeiro 787-9 Dreamliner, que deverá entrar em serviço em outubro, na rota Auckland-Perth, seguido das linhas para Tóquio e Xangai em novembro. O modelo foi apresentado a Air New Zeland e deverá entrar em serviço em outubro, na rota Auckland-Perth, seguido das linhas para Tóquio e Xangai em novembro.

Aproximadamente 1.000 funcionários da Boeing, que representam o programa 787, estiveram presentes na cerimônia de entrega, que contou com a participação dos executivos da Air New Zealand e diversos convidados.

Embora o programa Dreamliner tenha sofrido diversos contratempos ao longo do desenvolvimento, a empresa neozelandesa se mostra confiante no 787-9. “Estamos orgulhosos por sermos o cliente de lançamento do 787-9”, disse Rob McDonald, Chief Financial Officer da Air New Zealand. “Acreditamos que será um divisor de águas para a Air New Zealand”, completou.

Assim como ocorreu com a entrega do primeiro 787-8, os motores Rolls-Royce Trent 1000 equipam o primeiro Boeing 787-9 a entrar em serviço. A família Trent 1000 possui mais de 300 mil horas de voo em serviço, com uma confiabilidade de despacho melhor que 99,9%.

A Rolls-Royce atualmente trabalha numa versão melhorada do motor, batizado de Trent 1000-TEN (Thrust, Efficiency and New technology), que incorpora novas tecnologias, muitas derivadas do Trent XWB. O motor estará disponível a partir de 2016 e poderá equipar todas as variantes do 787, incluindo modelos já em serviço.

Da redação

Publicado em 10 de Julho de 2014 às 22:22


Notícias 787-9 Dreamliner Boeing Air New Zealand Rolls-Royce Trent 1000 Trent 1000-TEN