Aviação Civil

Terroristas podem utilizar drones como armas

Autoridades dos EUA temem o uso de drones em ataques


Após um drone cair nos jardins da Casa Branca antes mesmo do Serviço Secreto identificar a ameaça, as autoridades americanas entraram em alerta máximo para o potencial uso de drones como arma nas mãos de terroristas.

As autoridades temem que terroristas se beneficiem do pequeno porte dos drones, que dificulta a identificação, para utiliza-los como armas ou apoio a missões terroristas.

Recentemente os EUA descobriram criminosos transportando drogas e outros contrabandos pela fronteira através de modelos populares de drones. Desde 2011 aos menos seis ataques terroristas com drones foram frustrados pelas autoridades da Alemanha, Egito, Espanha e EUA.

Agora as autoridades temem que com a popularização do dispositivo se torne mais fácil utiliza-los para ataques com explosivos ou armas químicas. Outro potencial uso é como espião, acompanhando a rotina de autoridades e equipes de segurança, o que facilitaria um ataque terrorista.

A SZ DJI Technology Co., uma das maiores fabricantes de drones civis do mundo, informou que deverá alterar o software em seus drones para impedir seu voo sobre Washington D.C. e nas regiões de fronteira dos EUA.

Todavia, especialistas acreditam que tal medida é paliativa, já que grupos terroristas não teriam dificuldade em invadir o sistema e modificar o software.

 A crescente ameaça levou a indústria e autoridades desenvolverem um complexo sistema de rastreamento de drones, similar ao existe nos aviões civis. O problema no momento é o tempo de desenvolvimento dessa tecnologia frente a ameaça real.

Da redação

Publicado em 30 de Janeiro de 2015 às 16:00


Notícias drone