Nova geração

Primeiro A330neo entra em produção

Novo avião de longo curso da Airbus promete economia de 14% no consumo de combustível


A Airbus iniciou a montagem final do primeiro A330neo, com a junção das asas e da seção central da fuselagem, na Estação 40, em Toulouse, na França.

O primeiro exemplar da nova família, um A330-900, foi concebido para reduzir em mais de 14% o consumo de combustível por assento, em relação à atual geração. As duas versões, A330-800 e A330-900, contam com os dispositivos de ponta de asas sharklets, inspirados no design de ponta A350 XWB; além incorporarem a última geração de motores Rolls-Royce Trent 700 e a nova cabine de passageiros AirSpace by Airbus.

Uma das inovação do A330neo é a ampliação do alcance, em relação à série original, com um adicional de 400 nm, o que permite ao A330-900 voar distâncias de até 6.550 nm, e o A330-800 até 7.500 nm.

A nova família é 99% similar e compartilha um percentual de 95% de comunalidade com toda a frota de aeronaves A330. Atualmente, a Airbus conta com 186 pedidos para o A330neo, oriundos de dez clientes ao redor do mundo. Um dos principais mercados para o modelo é as empresas aéreas de baixo custo com voos de longo alcance e já tradicionais operadores do A330 e A340.

Ernesto Klotzel

Publicado em 28 de Setembro de 2016 às 17:00


Notícias Airbus A330neo A330-900 A330-800 A330