Entre as mais complexas tecnologias do mundo

Monitor panorâmico brasileiro será utilizado no caça desenvolvido em parceria com a Suécia

Sistema é similar ao instalado no norte-americano F-35, o mais moderno caça da atualidade, e foi criado por engenheira nacional


O display desenvolvido no Brasil para equipar o Gripen se tornou um dos destaque da Saab em evento de defesa na Índia. O chamado WAD (Wide Area Display) é uma tela única panorâmica de alta resolução, com 19 x 8 pol, que permite a apresentação redundante e inteligente de informações por toda sua extensão.

Um dos diferenciais da tecnologia, em relação a múltiplas telas, é a capacidade de reunir diversas informações de voo, de missão e navegação em um mesmo ambiente. Além de contar com tela sensível ao toque, receber comandos de teclas multitarefa ou de interfaces externas. Utilizando tecnologia de fusão de dados, ela fornece as informações necessárias ao piloto e é a principal fonte de informação de voo e de missão na cabine. Por ser uma tela única, o custo de manutenção também é menor, oferecendo também maior simplicidade logística.

Ao reunir em uma tela única os principais dados necessários de voo, a tecnologia eleva o conhecimento da situação geral do ambiente de missão para o piloto, fator crucial para o sucesso no ambiente de guerra moderno. As informações são apresentadas em ícones de fácil interpretação e resolução.

Cockpit do caça norte-americano F-35 (acima) utiliza tecnologia similar a que será usada no Gripen brasileiro (abaixo)

 

Atualmente apenas o F-35 Lightning II utiliza o WAD, que foi considerado um dos principais pontos do projeto. O WAD do Gripen está sendo desenvolvido pela brasileira AEL Sistemas mediante a requisitos feitos pela Força Aérea Brasileira.

“O alcance de sensores e armas está ficando maior, de forma que o ambiente de batalha moderno cobre áreas mais extensas. Para conseguir cobrir essa área no display tático [padrão] você precisa diminuir o zoom” ”, disse Jonas Hjelm, responsável pela área de negócios aeronáuticos da Saab “É um desafio conseguir uma visão geral do espaço de batalha e também ter o nível de detalhe necessário ao mesmo tempo. O WAD oferece essa possibilidade”.

Embora inicialmente o WAD fosse destinado exclusivamente aos aviões brasileiros, a Saab agora oferece a tecnologia como opcional a futuros operadores do Gripen E/F. O novo caça, que deve entrar em serviço até 2020, está entre os mais avançados da atualidade, porém, conta com pedidos firmes apenas do Brasil e da Suécia. No caso sueco, apenas a versão E, de um assento, foi encomendada. O Gripen F, de dois lugares, destinado a missões de treinamento e de guerra eletrônica, por ora, possui um pedido de seis unidades feito pela FAB. Essa versão deverá ser desenvolvida integralmente no Brasil.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 12 de Abril de 2018 às 13:30


Notícias Saab Gripen Gripen NG F-35 Lockheed FAB