Mundo verde

Embraer poderá anunciar novos projetos na aviação comercial

Fabricante busca alternativas para atingir emissões zero de carbono nos próximos anos


Família E-Jet E2 da Embraer

Embraer deverá certificar a família E-Jet E1 e E2 para uso de 100% de combustíveis renováveis

A Embraer deverá revelar no próximo mês uma série de projetos destinados a atingir emissões zero de carbono até 2050. Os projetos seguem ao recente compromisso anunciado em agosto pelo fabricante brasileiro, que incluiu a revelação de novas imagens do provável turbo-hélice regional.

Uma das expectativas é uma aeronave demonstradora movida a hidrogênio, que poderá delinear os caminhos para o futuro da aviação regional, incluindo o desing final do turbo-hélice.

Em entrevista a AIN Online, em paralelo ao recente encontro da IATA, em Boston, o CEO Da Embraer Aviação Comercial, Arjan Meijer, confirmou que existem estudos para a exploração de vários conceitos tecnológicos.

Entre as opções analisas está a eletrificação completa dos aviões, uso massivo de combustível sustentável (SAF, na sigla em inglês) e uso de hidrogênio. A expectativa é obter a certificação para uso de 100% de SAF para as famílias E-Jet e E-Jet E2. Atualmente existem alguns entraves para uso de combustíveis renováveis como fonte única de abastecimento, especialmente relacionada as propriedades físico-químicas em voos de longa duração. Os principais fornecedores de combustíveis trabalham para obter máxima confiança nos novos produtos, assim como uma formulação que permita eficiente redução de poluentes.

Porém, Meijer não confirmou se os estudos serão conduzidos em uma plataforma especial de testes ou utilizando alguns modelos atual, como os atuais E-Jet.

O executivo destacou que nem todos os conceitos de sustentabilidade resultarão em aplicação comercial, mas que serão usados em pesquisas para melhoras a eficiência energética do transporte aéreo.

Novo turboélice da Embraer

Futuro do novo turbo-hélice da Embraer deverá ser confirmado em meados de 2022

Por ora, a Meijer confirmou apenas que se o turbo-hélice for lançado ele será completamente compatível com novos combustíveis sustentáveis. Algumas fontes acreditam que o modelo será desenvolvido prevendo inclusive uso de hidrogênio líquido, podendo fazer uma rápida conversão dos sistemas.

O lançamento do avião depende de uma decisão estratégica, relacionada especialmente aos rumos que a aviação comercial traçará durante a retomada. Ainda assim, a palavra final deverá ser dada em meados de 2022.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 13 de Outubro de 2021 às 14:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação turbo-hélice Embraer E-Jet E2 SAF emissão zero