Asilo político

Perseguida, piloto afegã procura asilo nos EUA

Primeira a voar aviões militares no Afeganistão teme pela vida

Ernesto Klotzel em 28 de Dezembro de 2016 às 22:05

A primeira mulher qualificada para pilotar aviões militares no Afeganistão, solicitou asilo nos Estados Unidos. Niloofar Rahmani, recebeu sua licença há três anos, quando tinha 22 anos e tornou-se um símbolo do que poderia ser atingido pelas mulheres na era pós-Taliban. Agora, com 25, ela se candidatou ao asilo nos EUA, afirmando que sua vida correria perigo se retornasse ao Afeganistão. 

Rahmani viajou aos EUA em 2015 para treinar nos aviões de transporte C-130, curso que terminou às vésperas do Natal deste ano, quando planejava retornar ao seu país. Ela tem sido alvo de ameaças, tanto de insurgentes como de parentes que são da opinião de que ela não deveria realizar um trabalho que é considerado essencialmente masculino segundo a cultura afegã. Antes de viajar aos EUA, Rahmani viveu escondida.


Notícias Niloofar Rahmani Afeganistão


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas