Jatos de negócios

Caem as vendas de jatos de negócios grandes

Únicas regiões no mundo que escapam são Europa, Oriente Médio e África

Ernesto Klotzel em 1 de Março de 2017 às 14:37

As entregas de jatos de negócios em 2016 deram um salto de 20% na região emergente da Europa, Oriente Médio e África (EMEA) mas esses ganhos foram neutralizados por uma queda na maioria das outras regiões, contribuindo para um declínio global de 8% nas atividades de comercialização da aviação de negócios.

O mercado continua altamente dependente da América do Norte, responsável por 63% das entregas totais, inclusive por 74% dos jatos pequenos e médios e 44% dos modelos de grande porte. Em 2016, as entregas na América do Norte tiveram uma queda de 7%

As maiores quedas (13%) foram registradas na Europa Ocidental, uma região que absorve 15% das entregas totais, ante os 24% durante os picos de 2007-2008. Houve queda de outros 10% na América Latina, liderada pelos 32% negativos na entrega de jatos de cabine larga e outra retração de 5% para a China e Índia. 

Na queda global de 21% no setor dos grandes jatos de negócios, a região EMEA reservou, ao menos uma agradável surpresa: um aumento de 22% no volume de entregas.


Notícias EMEA


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas