Aviação Militar

B-52H realiza voo de 44 horas sem escala

Missão conjunta com a Austrália envolveu dois aviões e contou com ataque simulado

Da redação em 6 de Julho de 2015 às 13:00

Na última quinta-feira (2) dois B-52H Stratofortress completaram com sucesso um voo de 44 horas sem escalas. A missão fazia parte de um treinamento que envolveu uma viagem de ida e volta entre os EUA e a Austrália.

Os B-52H, dotados no 2nd Bomb Wing, decolaram no dia 30 de junho da base aérea de Barksdale, na Louisina e voaram rumo a Delamere Air Weapons Range, uma zona de treinamento na Austrália, onde lançaram bombas convencionais. Em seguida, sobrevoaram a base da RAAF (Royal Australian Air Force) em Tindal, e retornaram aos EUA, pousando no dia 2 de julho. O voo teve como objetivo adestrar as tripulações para missões de longa duração.

Com a escalada das tensões entre a Rússia e o Ocidente, e as atuais pretensões da China no sudeste asiático, os EUA e a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) tem reforçado suas operações de dissuasão estratégica.

A missão foi conduzida entre o US Strategic Command, órgão ligado diretamente ao Departamento de Defesa dos EUA, e as autoridades australianas. Embora não tenha sido a mais longa missão já realizada pelo B-52, o voo atual teve como objetivo demonstrar a capacidade da força aérea norte-americana em atacar objetivos em qualquer parte do mundo decolando de bases nos EUA.

A USAF (Força Aérea dos EUA) por questões estratégicas não divulgou detalhes da missão, como pontos de reabastecimento em voo e armamentos empregados.

Historicamente os B-52 foram utilizados como arma de dissuasão em centenas de ocasiões. Entre 1960 e 1968, os EUA conduziram a Operação Chorme Dome, que mantinha o Stratofortress armado com armas nucleares de prontidão ativa, voando em duas rotas que permitiam atacar rapidamente qualquer alvo na antiga União Soviética. A polêmica operação inspirou o filme Dr. Fantástico (Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb) dirigido pelo cineaste Stanley Kubrick.

 


Notícias Boeing B-52 Stratofortress USAF RAAF


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas