Integração nacional

Empresas de táxi aéreo se unem para oferecer voos durante a crise

Setor de aviação de negócios se une a plataforma digital para promover maior integração nacional


Táxi aéreo se destaca em momento que a aviação regular reduz oferta de voos

A aviação de negócios tem se destacado durante a crise do novo coravírus, com o táxi aéreo ampliando sua importância na mobilidade aérea do país e setor se une para viabilizar uso de aplicativo em voos.

A malha aérea nacional atendida pela aviação regular voa atualmente pouco mais de 50 destinos, ante mais de 130 no mesmo período do ano passado, somado a drástica redução na oferta de voos diários. Nesse cenário, o uso de aeronaves executiva e de menor porte ganha destaque como ferramenta fundamental para a economia e a saúde no Brasil, já que há uma maior necessidade por voos de ligação para entre os grandes centros e localidades remotas, além de conexões com os principais aeroportos brasileiros.

LEIA TAMBÉM

Com a necessidade de deslocamentos ainda existente, mas com menor escala e demanda, a Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag), a Confederação Nacional de Transporte (CNT), o Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo (Sneta) e empreendedores do setor de tecnologia se uniram no Movimento Conectividade Aérea, com objetivo de viabilizar o transporte aéreo de passageiros e cargas no território nacional.

Por meio de um acordo entre a Adam e entidades do setor, todas as empresas têm isenção da taxa administrativa até 15 de julho para uso da plataforma. Com ela, é possível fazer o gerenciamento da frota e aproveitar da publicidade gratuita que o marketplace oferece, aumentando o potencial de alcance com passageiros que necessitam dos serviços de táxi aéreo, transporte de cargas e UTI aérea.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 6 de Maio de 2020 às 10:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião aviação de negócios aviação comercial voos táxi aéreo jatinho Abag CNT Abear empresa aérea