AERO Magazine

50 anos da Rainha dos Céus

Boeing 747 já foi até porta aviões e plataforma laser

As ideias mais estranhas e incomuns que já foram oferecidas para o eterno Jumbo

Por Edmundo Ubiratan | Fotos: Divulgação em 8 de Fevereiro de 2019 às 21:00

O primeiro voo do Boeing 747 completa 50 anos. O avião desenvolvido a partir de um requerimento da Pan American Airways utilizou parte do aprendizado da Boeing no programa CX-HLS, do qual a Lockheed saiu vencedora com o C-5 Galaxy. Apelidado de Jumbo Jet, o novo avião era de longe a maior aeronave civil já projetada. Sua enorme capacidade tanto de transporte como de alcance logo o tornaram o avião preferido das empresas aéreas no mundo, ajudando a popularizar o transporte aéreo. O que poucos sabem é que o 747 já realizou missões bem diferentes do transporte de passageiros ou cargas, além de ter tido propostas de serviço bastante estranhas.

PLATAFORMA LASER

747-400 durante testes com canhão laser no nariz

No início da década de 2000, a USAF utilizou um 747-400 como plataforma do Airborne Laser Testbed. O avião designado YAL-1 teve um poderoso canhão laser instalado no nariz. O objetivo era localizar e destruir mísseis balísticos em trajetória de aceleração. O projeto enfrentou uma série de barreiras, inclusive as das leis da Física.

OBSERVATÓRIO

No final da década de 1990, a Nasa e a DLR (agência espacial alemã) se uniram para criar um observatório infravermelho que pudesse analisar dados do espaço acima da poluição luminosa e atmosférica, podendo ainda estar no melhor local para cada observação. A solução foi converter um 747SP, que recebeu um enorme radar na seção traseira. Uma porta abre em pleno voo expondo o sistema que pode explorar o espaço profundo. O Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) foi responsável por diversas descobertas astronômicas na última década.

SHUTTLE CARRIER


Ao desenvolver o Space Transportation System (STS), a Nasa notou que o veículo espacial reutilizável teria uma limitação importante: não poderia pousar no Cabo Canaveral com condições meteorológicas adversas, sendo obrigado a utilizar a base de Edwards, na Califórnia, dependendo do caso. O grande problema era como levar a nave espacial de volta para a Flórida. A solução foi utilizar dois 747-100 para a missão. Os aviões foram convertidos como transportadores do ônibus espacial, que era transportado em cima do avião. As limitações eram tão grandes que, quando transportava o ônibus espacial, o 747 voava a média de 26.000 pés e exigia quatro escalas entre a Califórnia e a Flórida.

PORTA AVIÕES


Desde a década de 1930, os militares sonharam em criar um porta-aviões voador. Alguns ensaios foram realizados para viabilizar o Airborne Aircraft Carrier (AAC) nas décadas de 1940 e 1950, inclusive com um ensaio real envolvendo um B-36 e um F-84. Se o projeto já não fosse bizarro o bastante e comprovadamente inviável na época, anos mais tarde um estudo sério envolveu criar um 747 porta-aviões. Os caças especialmente criados para ele seriam guardados no interior do avião, num ângulo de 45° permitindo o armazenamento de vários aviões, que seriam lançados em pleno voo. O projeto não passou da fase de estudos.

LANÇADOR DE SATÉLITES


Se lançar aviões não foi viável, recentemente a Virgin Orbit concluiu os ensaios para poder lançar satélites em órbita utilizando um 747. Utilizando o suporte para o pod de um quinto do motor, que pode ser transportado na asa esquerda, os engenheiros criaram um suporte para lançar o foguete LauncherOne, que possui capacidade para entregar satélites de médio porte em órbitas alta, média e baixa.

BOMBEIRO


Os enormes incêndios florestais na Califórnia exigem um esforço considerável das autoridades para ser anualmente contido. A extinta Evergreen International Aviation, ciente que grandes incêndios exigem grandes soluções, converteu um 747-100 como avião bombeiro. Contudo, o avião não entrou em serviço, tendo seu sistema transferido para um 747-400. O avião, batizado de 747 Supertanker, entrou em serviço em 2009, sendo o maior avião bombeiro da atualidade, capaz de carregar até 73.000 litros de água ou agente retardante.

TANQUE


Na década de 1970, a USAF iniciou o programa o Advanced Tanker-Cargo Aircraft (ATCA) para buscar um avião tanque de grande capacidade, capaz de complementar a frota de KC-135. O objetivo era ter um avião com capacidade para reabastecer a frota de C-5 e C-141, ávidos por combustível. O primeiro protótipo do 747 chegou a receber um sistema completo de reabastecimento em voo, tendo reabastecido um 747 da força aérea iraniana durante os ensaios em voo. Contudo, o DC-10 venceu o programa ATCA e o Irã recebeu o único 747 tanker da história.

DREAMLIFTER

Quando a Boeing criou o programa 787 Dreamliner, passou a empregar uma nova logística de fornecedores. Com isso, o fabricante foi obrigado a transportar grandes componentes até a unidade de produção dos aviões. A solução foi converter o 747-400 que, após uma completa reengenharia, ganhou um novo espaço de cargas com 1.840 m³ de área útil.

PLATAFORMA DE TESTES


Os principais fabricantes de motores utilizam o 747 como plataforma de ensaios em voo para novos motores. Algumas configurações utilizam o pilone de um dos motores para testar um novo propulsor, mas, dependendo do caso, um suporte instalado na fuselagem serve de bancada de testes e ensaios.

AIR FORCE ONE

Talvez o Air Force One, o avião do presidente dos Estados Unidos, seja o mais famoso serviço extra que o 747 já realizou. Para tanto, foi amplamente modificado, recebendo uma série de sistemas de segurança, navegação, apoio, entre outros.


Notícias Boeing 747


GUIA DE COMPRAS 2019

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também 4 Pôsteres PORTA COPOS

Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas