Perigo chinês

Americanos se preocupam com investimentos chineses na aviação do seu país

A Segurança Nacional dos Estados Unidos pode estar sendo minada


Os chineses aumentaram seus investimentos no setor da aviação comercial dos Estados Unidos na última década, despertando preocupações por este fato poder solapar a segurança nacional da americana.

Desde 2005, chineses promoveram fusões ou aquisições de 12 empresas aeronáuticas dos Estados Unidos, criaram três joint ventures, e se envolveram em outras nove transações ou acordos não concluídos – o que equivale a cerca de um ou dois investimentos por ano. O que preocupa as autoridades é a transferência involuntária de tecnologia que poderia minar a segurança nacional dos EUA e sua competitividade.

Por enquanto, os investimentos se concentram na aviação geral, cuja tecnologia não chega a preocupar, mas sabe-se que a China tem como meta o desenvolvimento de uma indústria aeronáutica de competitividade global. Alguns analistas já se preocupam com a transferência da tecnologia dos motores e aviônicos presentes no COMAC C919, fruto de joint ventures com empresas ocidentais. Outros acham que a transferência de tecnologia é improvável, tendo em vista dos controles de exportação dos Estados Unidos.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 3 de Abril de 2017 às 12:36


Notícias COMAC C919