Não é para tão cedo

Airbus planeja abastecer com hidrogênio aviões da família A320neo

Combustível pode ser uma opção para a descarbonização do setor e deverá ser testado em motores atuais


Motor CFM

O hidrogênio nos motores de aviões será realidade apenas na próxima década | Foto: Divulgação

A Airbus e a Safran estão validando o uso de hidrogênio em aviões equipados com motores CFM Leap, os atualmente utilizados nos modelos da família A320neo. Os ensaios poderão confirmar a viabilidade no curto prazo de empregar o novo combustível usando a tecnologia de propulsão já existentes, exigindo apenas alguns ajustes pontuais.

A empresa francesa Safran revelou, em um evento realizado na última semana, que a Airbus pode utilizar hidrogênio em aeronaves em operação com motores da CFM.

A Safran é parceira da GE Aviation na CFM International, que fabrica o modelo Leap-1A para o Airbus A320neo. Segundo o vice-presidente executivo da empresa, Eric Dalbies, os futuros voos de testes serão o primeiro passo na estratégia para a utilização de aeronaves de hidrogênio líquido.

A Airbus, por sua vez, se manifestou dizendo que está em constante contato com todos os fabricantes de motores para avaliar e identificar as tecnologias que se alinham ao propósito de descarbonização do setor e que permitam o lançamento do primeiro avião de emissão zero em até três anos.

Atualmente, estão sendo feitos testes utilizando motores Trent XWB que equipam o A350 e o Leap-1A que está sendo usado em um A319neo. Os ensaios estão validando também outros tipos de combustíveis sustentáveis, mas a Airbus vê o uso do hidrogênio como promissor para o uso em aeronaves de fuselagem estreita (narrow-bodies), a partir da próxima década.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 7 de Dezembro de 2021 às 09:10


Notícias noticias noticias de aviação Safran Airbus CFM Leap Hidrogênio Combustivel