Heli-expo 2013

Rotores ligados

Maior feira mundial voltada para o mercado de helicópteros aponta para um aquecimento das vendas até 2015

| Santiago Oliver | Fotos | Divulgação em 22 de Março de 2013 às 08:49

AgustaWestland AW 189, com caixa de redução principal capaz de "funcionar seca" por 50 minutos

As entregas globais de novos helicópteros de uso civil chegarão à faixa de 4.900 a 5.600 aeronaves durante os próximos cinco anos, em todas as regiões do mundo. É o que prevê a 15ª edição do "Panorama de Compras de Helicópteros Civis a Turbina" (Turbine-Powered Civil Helicopter Purchase Outlook), estudo de mercado realizado pela Honeywell e divulgado durante a Heli-Expo 2013, que aconteceu entre 4 e 7 de março último, em Las Vegas, estado de Nevada, nos Estados Unidos. Segundo o trabalho, os planos de compras específicas para o período entre 2013 e 2015 são muito fortes, tendo como base a intenção dos operadores de substituir um de seus helicópteros por outro novo. Tal otimismo se refletiu nos números da maior feira da comunidade de helicópteros, que contou com cerca de 20.000 profissionais da indústria, mais de 600 expositores e pelo menos 60 aeronaves na exposição estática, além de cursos de educação, seminários, workshops e fóruns.

Os russos mostraram na Heli-Expo 2013 o novo helicóptero Kamov Ka-62, que se caracteriza pela economia de combustível e os altos níveis de segurança, a aeronave multifuncional modernizada Mil Mi-171 e também o Kamov Ka-32A, que é particularmente adequado para operações de busca e salvamento.

Entre os ocidentais, a Bell demonstrou o 429 e o 407 GX e anunciou novidades durante o evento. A primeira, baseada em sugestões dos seus clientes, é a atualização do programa de seu primeiro helicóptero supermédio, o 525 Relentless. A segunda é um novo simulador do novo Bell 525. O novo helicóptero da Bell é o primeiro modelo comercial a incorporar tecnologia fly-by-wire que, somada à aviônica Garmin 5000H, resulta no aumento tanto dos níveis de segurança quanto de suas qualidades para determinadas tarefas. Também é uma excelente alternativa para operações no segmento offshore. "A Bell já ocupa a liderança no segmento de petróleo e gás com os modelos 412, 429, 407 e 206L-4. O 525 será ainda mais avançado, pois virá em uma versão com mais velocidade, maior capacidade de carga e tecnologia de última geração", afirma John Garrison, presidente da Bell. Segundo ele, a empresa alcançou resultados recordes em 2012, incluindo um aumento de 50% nas entregas comerciais. A Bell prevê crescimento contínuo de entregas comerciais neste ano de 2013.

Na área militar, uma versão armada do helicóptero Bell 407GX foi apresentada na Heli-Expo. A aeronave pode ser equipada com câmeras de infravermelho, sistemas de armas de precisão guiadas a laser, foguetes e mísseis. O 407GT inclui a suíte de aviônica Garmin G1000H com duas telas de LCD de 10,4" de alta resolução. A aeronave também possui um sistema de visão noturna e capacidade de designação laser, a Wescam MX-15DI e o FLIR Systems 230-HD. Janelas e portas de grande visibilidade e deslizando em ambos os lados da fuselagem para a entrada e saída rápida também aumentam a consciência situacional. Um conjunto de equipamentos de sobrevivência da aeronave está disponível para aumentar ainda mais a segurança.

Durante uma coletiva para a imprensa, John Garrison, informou que, embora sua parceria com a Boeing no projeto V-22 permaneça inalterada, a companhia assumirá a liderança de outra equipe para o desenvolvimento de um novo projeto de rotores basculantes, enquanto a Boeing trabalhará junto à Sikorsky.

Frota mundial do Sikorsky S-92 ultrapassou 500 mil horas de voo

FUNCIONAMENTO SECO
A AgustaWestland, uma empresa Finmeccanica, completou com sucesso uma falta de óleo de 50 minutos, domonstrando a capacidade da caixa de redução principal do AW189 de "funcionar seca" durante esse período. O AW189 será o primeiro helicóptero a entrar em serviço com essa capacidade, 20 minutos maior do que a dos atuais helicópteros certificados. A abordagem da AgustaWestland para reduzir o risco de perda de óleo dos sistemas de transmissão é diferente da utilizada pelos seus concorrentes, principlamente no que se refere ao projeto. O conceito da maior parte das caixas de redução inclui um trocador de calor destinado a resfriar o óleo e um ventilador para aspirar o ar, normalmente localizados separados da caixa de redução principal e conectados por tubos e mangueiras. Evitar esses componentes externos é uma forma de diminuir o risco de perda catastrófica de lubrificação.

O fabricante italiano assinou um contrato com o Bristow Group Inc. para venda de seis helicópteros AW139, incluindo várias opções de compra para a aeronave. O AW139 é parte da família de helicópteros AgustaWestland de nova geração, que conta ainda com o AW169 e o AW189. Estes helicópteros possuem as mesmas características de desempenho e segurança de voo, enquanto compartilham conceitos comuns de cockpit e filosofia de design. Essa abordagem irá proporcionar economia de custos reais em áreas como formação, manutenção e suporte para operadores com dois ou três dos modelos em suas frotas. Quase 690 helicópteros AW139 foram encomendados até agora por cerca de 190 clientes em quase 60 países para realizar várias funções, tais como transporte offshore, corporativo e de passageiros e transporte VIP, EMS e SAR.

MODELOS MODERNIZADOS
Os mais recentes membros da família de helicópteros Eurocopter, incluindo o novo EC175 e os modernizados EC145 T2 e AS350 B3, estiveram presentes em Las Vegas.

O EC175 é um helicóptero de médio porte cujo desempenho ficou recentemente confirmado durante os testes de voo da primeira aeronave de série. O exemplar exposto foi mostrado na configuração offshore, durante uma parada de duas semanas na sua viagem mundial de demonstração. Durante o evento, o grupo Bristow formalizou a aquisição de 12 dessas aeronaves.

O EC145 T2 é uma versão melhorada do biturbina da Eurocopoter, com rotor de cauda tipo Fenestron, nova suíte de aviônica, piloto automático de quatro eixos e moderno design de cabine. O helicóptero foi mostrado em configuração aeromédica. Já o AS350 B3, um evoluído membro da família Ecureuil (Esquilo), está equipado com um motor Turbomeca Arriel 2D, que possui um Fadec digtital de nova geração e um gravador de dados do motor, para monitoramento da sua condição. Completando a exposição de helicópteros Eurocopter havia um EC225 Super Puma em configuração offshore.

No que se refere aos helicópteros MD, a FAA aprovou um peso bruto máximo de 3.075 kg para o Explorer MD 902. A carga extra de 120 kg permite aos operadores de cada segmento do mercado alavancar ainda mais as capacidades de missão dessa versátil aeronave. Equipado com dois motores Pratt and Whitney Canada PW207E, o MD Explorer possui um sistema do rotor principal totalmente articulado. O controle antitorque é fornecido pelo sistema. Notar que reduz a carga de trabalho do piloto e os níveis de ruído externo, melhora significativamente a segurança em áreas confinadas e em plataformas offshore. A cabine do MD Explorer de seis lugares é acessada através de duas portas de correr de 1,32 m e possui um amplo compartimento de bagagem.
A MD escolheu o motor Rolls-Royce M250-C47E para o seu helicóptero de observação armado MD 540F. "O M250-C47E é ideal para as capacidades de desempenho do MD 540F", disse Carl Schopfer, presidente da MDHI, em Las Vegas.

Atendendo a clientes em todo o mundo em missões tão diversas quanto a quantidade de países em que ele voa, a frota mundial de helicópteros S-92 ultrapassou 500.000 horas de voo. O helicóptero S-92 foi apresentado em forma de maquete, em 1992, na Heli-Expo daquele ano, também em Las Vegas, e fez seu primeiro voo em 1998. Durante o evento, a Sikorsky Aerospace Services (SAS) anunciou a assinatura de um programa de garantia total de 10 anos com o Bristow Group Inc. para o apoio contínuo da sua frota de helicópteros S-92. A Bristow está entre os principais fornecedores de serviços de helicóptero para a indústria mundial offshore. Avaliado em mais de US$ 840 milhões, o acordo é uma renovação do contrato atual. Também em Las Vegas, a Sikorsky Aircraft Corp. anunciou um acordo de venda de 23 helicópteros S-92 e sete S-76D para o Milestone Aviation Group, uma empresa de financiamento global que aluga helicópteros para operadores de alta qualidade. O acordo também inclui opções para comprar até 14 modelos S-92 e 10 S-76D. A Sikorsky espera entregar os helicópteros S-92 e S-76D entre 2013 e 2017.

Bell apresentou modelo militar 407GT (ao lado) e Eurocopter levou seu EC175 em versão offshore

MERCADO DE MOTORES
Quanto ao mercado de motores de helicópteros, a Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, presente no Brasil há mais de 50 anos, anunciou em Las Vegas a criação de uma rede global de serviços voltada para manutenção, reparo e revisão geral de sua crescente frota de turbinas RR300 para helicópteros. Esse modelo de turbina foi especialmente desenvolvido pela companhia para equipar os helicópteros Robinson R66, da americana Robinson Helicopter Company (RHC).

De acordo com o grupo, aproximadamente 300 helicópteros do tipo R66 estão atualmente em operação em cerca de 10 países, inclusive no Brasil. No país, a fábrica da companhia localizada na cidade de São Bernardo do Campo (SP) passará a oferecer o serviço regionalizado de atendimento. Além do Brasil, a companhia oferecerá unidades também no Reino Unido, Estados Unidos, Austrália, Canadá, Singapura e Malta.

Já a Bell Helicopter, uma companhia Textron, escolheu os motores Twin Pac PT6T-9 da Pratt & Whitney Canada para equipar seus helicópteros modernizados Bell 412EPI.

Além de oferecer controle eletrônico, os motores PT6T-9 fornecem 15% mais energia termodinâmica para melhorar o desempenho da aeronave. O PT6 é um dos poucos conceitos tecnológicos inventados há 50 anos e que permanecem significativos até hoje, com mais de 400 milhões de horas de voo.

Durante a convenção, a Pratt & Whitney Canada revelou planos para lançar um novo motor a turbina, na faixa dos 1.490 kW (2.000 shp) destinada inicialmente ao topo do segmento do novo helicóptero supermédio. O motor de nova geração de 2.000 shp agora na fase de projeto preliminar tem como alvo um futuro helicóptero na classe dos 9.070 kg (20.000 lb). Isso coloca o novo helicóptero na lacuna existente entre os supermédios de 7t a 8t, como os Agusta Westland AW189, Bell Helicopter 525 Relentless e Eurocopter 175, e os helicópteros pesados de 12t a 14t, tais como o EC225 Super Puma e o Sikorsky S-92.

EXPECTATIVA PARA OS PRÓXIMOS CINCO ANOS
Pesquisa da Honeywell mostra que monomotores leves continuam a ser a classe de produtos mais popular entre os modelos a turbina

A 15ª edição do estudo "Panorama de Compras de Helicópteros Civis a Turbina" (Turbine-Powered Civil Helicopter Purchase Outlook), realizado pela Honeywell, mostra que os helicópteros monomotores leves continuam a ser a classe de produto mais popular para os planos de substituição e expansão de frota nos próximos cinco anos. Os modelos leves mais citados durante a pesquisa foram os das séries EC130/ AS350 da Eurocopter, o Bell 407 e o Robinson R66. Helicópteros individuais leves tiveram a maior concentração de interesse em compras regionais na América do Norte, enquanto o interesse de compra foi menor na Europa, América Latina e Ásia. O Oriente Médio e a África mostraram um aumento perceptível no interesse pela classe individual leve, em 2013, em contraponto às pesquisas anteriores. Helicópteros bimotores de porte intermediário (médio) ocuparam o segundo lugar como produtos mais populares, mencionados para planos de compra, mantendo praticamente a mesma fatia de mercado, como apontado no panorama de 2012. Cerca de 25% do total de menções da pesquisa foram para bimotores médios. Os modelos mais citados foram os helicópteros AW139, AW169, Bell 412, EC145 e Sikorsky S-76. As maiores concentrações de demanda para bimotores médios foram medidas no Oriente Médio/África, Ásia e América Latina. Entre 30 e 40% de todas as marcas e modelos mencionados nas regiões da Ásia e do Oriente Médio/ África foram para bimotores. A classe de helicópteros bimotores leves também concentra 25% do total de planos operacionais de compra, da pesquisa de 2013. Os helicópteros EC135, o Bell 429 e os da série AW109 foram mais frequentemente mencionados nos planos de compra quinquenais, nesta classe. Os bimotores leves parecem ser mais populares na Europa e, em menor medida, na Ásia e nas Américas. Na Europa, os bimotores leves são responsáveis por 37% das menções, no total. Na pesquisa de 2013, aeronaves pesadas multimotor sofreram uma pequena diminuição nos níveis comparados com 2012. Essa classe de helicóptero normalmente acumula uma pequena parcela dos planos de compra totais devido ao custo e à natureza especializada das aeronaves. Em 2013, houve uma redução de um ponto no interesse por essa categoria de helicóptero. Dentro da classe helicópteros pesados, os modelos mais frequentemente mencionados foram o EC225, o Mi-171 e S-92. Vários modelos russos responderam por mais da metade dos planos de compra desta classe.


Reportagens

Artigo publicado nesta revista


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas