Retrospectiva 2011

Mês a mês, os fatos que marcaram o primeiro ano da segunda década do século no mercado aeroespacial

Da redação em 8 de Dezembro de 2011 às 10:31

Fotos: divulgação

Janeiro

Fotos: divulgação

A320Neo experimenta o sucesso
A Airbus começa o ano com uma encomenda histórica. A IndiGo, maior companhia de baixo custo da Índia, assina a compra de 180 modelos A320, dos quais 150 serão da nova versão, o A320neo. O sucesso do novo avião de corredor único da Airbus é um dos pontos altos de 2011. Pela primeira vez, o fabricante francês assume a liderança com folga na venda de jatos na categoria narrow-body. Na América Latina, a TAM será a primeira companhia a receber o A320neo, previsto para 2016. O neo é um A320 com nova motorização, mais econômica e menos poluente.

Fevereiro

Fotos: divulgação

Boeing apresenta novo 747-8
No dia 13 de fevereiro, a empresa norte-americana apresentou o 747-8I (de Intercontinenal), versão modernizada do famoso Jumbo, para uma plateia de quase 10 mil convidados, na fábrica em Everett, nos Estados Unidos. O modelo conservou a tradicional “corcova”, porém, sua fuselagem é 5,6 metros mais longa do que a do 747-400. A aeronave ganhou 51 assentos e ampliou em 26% sua capacidade de carga. O 747-8I pode transportar 467 passageiros e é 16% mais eficiente do que o 747-400, com um custo por assento 12% menor. A primeira entrega do 747-8F, versão cargueira do Jumbo, aconteceria em outubro, à holandesa Cargolux.

Março

Fotos: divulgação

Brasil cria a secretaria de aviação civil
A presidente Dilma Rousseff assina medida provisória autorizando a criação da Secretaria de Aviação Civil, com status de Ministério. Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) se subordinam à secretaria. O engenheiro Wagner Bittencourt assume com a missão de resolver os desafios da aviação brasileira. Segundo ele, os aeroportos têm condições de ampliar sua capacidade em 30%.

Abril

Fotos: divulgação

Crescimento do setor de offshore
A descoberta de petróleo na camada do pré-sal cria uma expectativa de crescimento para o setor offshore, o transporte de trabalhadores e suprimentos do continente para as plataformas petrolíferas em alto-mar. Antes mesmo do início da operação na maioria dos novos campos, o mercado já revela uma expansão: o número de aeronaves utilizadas para esse tipo de operação praticamente dobrou nos últimos dez anos. Só a Petrobras tem cerca de 70 helicópteros contratados para atender ao Sul e Sudeste brasileiro.

Sukhoi entrega primeiro Superjet 100
Sukhoi promove a cerimônia de entrega do primeiro Superjet 100 para a companhia aérea Armavia, da Armênia, no Aeroporto de Zvartnots. A aeronave ganhou o nome do primeiro cosmonauta, Yuri Gagarin, e o prefixo EK 95015.

Maio

Aeroportos privatizados
O governo federal anuncia que aeroportos devem ter participação da iniciativa privada e passa a estudar modelos de concessão. No fim de abril, o então ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, informou ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social que os aeroportos de Cumbica (Guarulhos-SP), Viracopos (Campinas- SP) e Juscelino Kubitschek (Brasília-DF) seriam os primeiros a receber investimentos privados em infraestrutura. Em outubro, o governo define que as concessionárias – escolhidas por leilão – devem investir perto de R$ 20 bilhões na ampliação e na modernização dos aeroportos. No modelo de concessão proposto, não haverá vendas de bens e transferência definitiva da atividade econômica. O aeroporto de São Gonçalo do Amarante, em Natal, ainda não construído, foi o primeiro a ter a concessão assinada em contrato, no fim de novembro, para o consórcio Inframérica. Todas as concessões à iniciativa privada serão reguladas por contratos e a Infraero, empresa que administra aeroportos brasileiros, terá 49% do capital.

Fotos: divulgação

Novo Falcon 2000s
A Dassault anuncia seu novo jato executivo Falcon 2000S durante a feira Ebace, realizada na Suíça. O modelo, desenvolvido sobre a plataforma do Falcon 2000, é voltado para o segmento super midsize. Segundo o fabricante francês, o 2000S oferecerá a maior cabine do segmento, além de alcance e desempenho superiores a seus concorrentes. O novo jato tem capacidade para dez passageiros e alcance de 3.350 milhas náuticas. Sua certificação é aguardada para 2012, com as primeiras entregas previstas para 2013. Estima-se que o Falcon 2000S custará US$ 25 milhões.

#Q#

Junho

R66 chega ao país
O primeiro exemplar do novo modelo da Robinson, o R66, aterrissa no Brasil mais veloz, mais espaçoso e com uma turbina de 300 SHP. O R66 possui uma turbina Rolls-Royce RR 300. Desenhada especificamente para o novo helicóptero, é capaz de produzir 300 SHP, mas foi limitada a 270 SHP em cinco minutos para decolagens e 224 para uso contínuo. Essa mudança radical no conceito do motor refletiu diretamente no desempenho.

Novo gargalo: licenças de piloto
Os pedidos de validação e revalidação de carteira mais que triplicaram no Brasil em 2011. Atrasos da Anac na análise dos processos complicam a vida dos pilotos, principalmente no transporte executivo. O número mensal de entrada de pedidos subiu de 1.500 em janeiro para 3.900 em maio.

Fotos: divulgação

Tablets na aviação
O iPad se populariza na aviação. Os pilotos passam a usar o tablet também para o trabalho. A nova tecnologia é certificada pela agência norte-americana de aviação, a FAA, para substituir, por exemplo, as cartas de papel a bordo. O Brasil ainda terá de esperar um pouco mais, até as soluções se tornarem devidamente regulamentadas por aqui.

A vez dos biturbinas
AgustaWestland apresenta o helicóptero biturbina AW109SP GrandNew ao Brasil. A nova aeronave chega em um momento de otimismo no merca do nacional, que está migrando para modelos biturbina. Outro destaque dessa categoria é o Bell 429, um dos principais destaques da Labace, a maior feira de aviação executiva da América Latina. Ele acaba de chegar ao Brasil.

Fotos: divulgação
Fotos: divulgação

Julho

Ônibus espacial faz último voo
O Atlantis realiza o último pouso de um ônibus espacial Space Shuttle e vira peça de museu. O veículo orbital é similar a um avião convencional, com asas em delta de duplo enflechamento, um estabilizador vertical com enflechamento negativo de 50 graus e três motores na parte traseira, dispostos em configuração triangular. A estrutura é composta, basicamente, de ligas de alumínio, enquanto a dos motores é de titânio.

Agosto

Fotos: divulgação

Airbus A318 elite na Labace
Em sua primeira visita ao Brasil, o A318 Elite foi a principal atração do Labace, a maior feira de aviação executiva da América Latina, que aconteceu entre os dias 11 e 13 de agosto.

Gol compra Webjet
A Gol confirma o acordo para a compra de 100% das ações da Webjet. O preço a ser pago aos sócios da companhia será de R$ 96 milhões, sujeito a ajustes até a data em que a operação for concluída. A Webjet foi avaliada em R$ 310,7 milhões, incluindo dívidas com credores. A divulgação da notícia provocou uma valorização das ações da Gol na Bolsa de Valores de São Paulo, Bovespa.

Aviões Vasp viram sucata
Termina a agonia dos aviões da Vasp abandonados em Congonhas. Eles foram para o ferro-velho. O trabalho de sucateamento das quatro primeiras aeronaves da Vasp no aeroporto de Congonhas aconteceu no final do mês de agosto e durou pouco mais de cinco dias.

#Q#

Setembro

Fotos: divulgação

Boeing anuncia o 737 MAX
A Boeing responde às investidas dos concorrentes no cada vez mais disputado mercado de aeronaves de corredor único com a família 737MAX, que terá versões remotorizadas dos 737NG. O fabricante norte-americano colocará em operação os novos aviões, batizados 737-7, 737-8 e 737-9, possivelmente em 2017. Eles serão equipados com os motores Leap 1B, da CFM International, que deverão proporcionar uma redução de combustível de cerca de 12% em relação aos atuais 737NG. A companhia low-cost Lion Air, da Indonésia, já fez um pedido de 200 jatos 737MAX, a maior da história da Boeing.

Os primeiros ATR 72-600
A Azul Linhas Aéreas recebe o primeiro ATR 72-600 da América Latina. O novo turbo-hélice do fabricante franco-italiano ATR (Avions de Transport Regional) é mais confortável e econômico que seus antecessores. A Azul encomendou 20 unidades (com mais 20 opções de compra) do novo ATR 72-600. A Trip também passaria a operar seu primeiro ATR 72-600 em novembro.

Fotos: divulgação

Chile aprova fusão entre LAN e TAM
A autorização do órgão chileno para a consolidação entre TAM e LAN abre caminho para a criação da maior companhia aérea da América Latina, a Latam. Mas ainda resta a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) do Brasil. Os trabalhos técnicos entre as duas companhias já começaram.

Fotos: divulgação

P-3AM Orion, o patrulheiro
O Primeiro Esquadrão do Sétimo Grupo de Aviação (1º/7º GAV) recebe o primeiro de uma série de 12 aviões de patrulha aérea P-3AM Orion encomendados pela Força Aérea Brasileira em 2005. O quadrimotor de vigilância oceânica modernizado participaria de sua primeira missão de resgate em novembro. A aeronave da Lockheed, variante militar do L-188 Electra II, foi totalmente revitalizada pela subsidiária EADS/CASA da Airbus Military, na Espanha, e incorporou radares e sonares capazes de rastrear objetos tanto acima como abaixo do nível do mar. Será vital para a exploração do pré-sal.

Outubro

Fotos: divulgação

Cresce a família Citation
A Cessna apresenta dois novos jatos da família Citation durante a NBAA 2011, o mid-size Latitude e o jato leve M2. O Latitude, cujo protótipo deverá voar em 2014, é um modelo intermediário entre o XLS+ e o Sovereign. Já o M2 fica entre o Mustang e a família CJ.

Centenário da Daher-Socata
A Daher-Socata completa 100 anos. Fabricante do TBM 850, o monoturbo-hélice mais veloz da atualidade, a empresa existe desde o surgimento da Morane-Saulnier, na França. A Morane-Saulnier é considerada a mais antiga indústria aeronáutica mundial em continuidade de produção. Sua identidade original, diluída por mudanças no cenário empresarial europeu, não apaga a relevância desse fabricante centenário, que foi um dos pioneiros da aviação militar e civil ainda antes da Primeira Guerra Mundial.

Novembro

Fotos: divulgação

Dreamliner em ação
O Boeing 787 participa pela primeira vez da maior feira de aviação do mundo, a AirVenture, em Oshkosh, nos Estados Unidos. O protótipo da Boeing monopolizou a atenção dos visitantes durante as horas em que permaneceu estacionado no Wittman Field. Todos queriam conhecer de perto a estrela maior do evento. O novo avião entrou em operação em novembro com as cores da japonesa All Nipon Airways pintadas em sua fuselagem.

Dezembro

Fotos: divulgação

Gulfstream G650 certificado
O avião civil mais rápido do mundo deve receber a certificação da FAA. Fabricado pela Gulfstream, o G650 é capaz de realizar etapas de quase 13 mil quilômetros, atingindo uma velocidade máxima de Mach 0.925


Reportagens

Artigo publicado nesta revista


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas