Recorde Olímpico

Pontualidade nos aeroportos atinge 95,6%

Durante a primeira semana dos jogos olímpicos atrasos foi o menor verificado em operações especiais no país

Da redação em 12 de Agosto de 2016 às 18:00

De acordo com dados divulgados pela SAC (Secretaria de Aviação Civil), na primeira semana dos jogos olímpicos, a aviação brasileira opera com o melhor índice de pontualidade já registrado em uma operação especial no País.

Entre os dias 31 de julho e 6 de agosto, a pontualidade geral atingiu 95,6% considerado um dos picos de demanda aeroportuária durante o megaevento esportivo. Nos nove aeroportos que concentram maior volume de chegadas e saídas para a Rio 2016, foram transportados 2,87 milhões passageiros, sendo 595 mil diretamente nos dois aeroportos carioca. Já o aeroporto de Guarulhos movimentou mais de 715 mil passageiros na primeira semana do evento.

As estatísticas operacionais são apuradas diariamente pela Sala Master de Comando e Controle da Aviação Civil para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, localizada no Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea.

Para a SAC, o índice 4,4% de atrasos foi considerado acima da excelência prevista no planejamento do setor de aviação para o período dos jogos. Durante a Copa do Mundo, em 2014, o atraso médio medido foi de 8,8%.O governo brasileiro, por meio da Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias), trabalha com a meta de manter abaixo de 15% os atrasos de até 30 minutos do horário da partida dos voos.

“Em cinco anos de realização de eventos alta demanda, nunca se viu índices tão baixos como este em tão complexo tipo de operação. Chegamos a registrar 0% em alguns aeroportos, o que aproxima operação da perfeição técnica”, analisa o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

Considerando os nove aeroportos monitorados pela pesquisa, no período, o tempo médio de fila no check-in doméstico no guichê foi 11 minutos, enquanto no check-in internacional a fila durava cerca de 5 minutos. A inspeção de segurança (doméstica e internacional) estava livre de filas, o que fez com que o passageiro fosse liberado em, em média, 1 minuto. Já os procedimentos de imigração e emigração demoraram em torno de 10 e 3 minutos, respectivamente.

O número total de partidas programadas nos nove aeroportos, no período, foi de 9.250. Santos Dumont e Galeão, juntos, somaram 2.133, enquanto o aeroporto de Guarulhos (SP), sozinho, teve 2.022. Foram registrados 72 voos VIPs e realizado atendimento a 42 chefes de Estado, além de chefes de governo e autoridades internacionais.


Notícias Olimpíadas Santos Dumont Galeão Guarulhos GRU


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas