Emissões de carbono

Poluição por partículas poderá ser reduzida em até 60%

O grande problema é o aumento constante dos aviões no céu

Por Ernesto Klotzel em 19 de Abril de 2017 às 10:24

Quando se trata de reduzir as emissões de carbono, um dos maiores empecilhos é o “vício de voar” do mundo. É óbvio que o problema só deve piorar com a evolução de mais e mais nações em desenvolvimento com uma classe média que almeja expandir suas fronteiras comerciais e de lazer.

No Reino Unido, o ministro para a Mudança de Clima, elegeu o transporte como um dos dois maiores desafios ambientais no mundo, enquanto se investe na pesquisa e na infraestrutura para veículos elétricos para, inclusive, combater a geração do dióxido de carbono.

Já se sabe que combustíveis para jatos “mais verdes” não só cortariam as emissões de carbono, como reduziriam a poluição atmosférica como um todo, melhorando a qualidade do ar.

O Acordo Paris 2015 com relação às mudanças climáticas não incluiu dois setores: o aeronáutico e o marítimo, embora isso seja responsável por 2% das emissões globais de carbono, valor que cresce 3% por ano. As tentativas de “descarbonizar” o setor da aviação têm se revelado complexas.

Um dos grandes problemas é a atribuição das responsabilidades pela emissão de partículas na atmosfera: se, por exemplo, um jato comercial holandês decola da dos Estados Unidos e pousa no Brasil, qual o país responsável pelas emissões?

As boas novas são as reuniões de órgãos de diferentes governos com sob a égide do Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) realizadas desde 2016, estabelecendo finalmente um acordo, embora este ainda seja de caráter voluntário, permitindo às companhias aéreas diminuir suas emissões de carbono. Tudo comparado aos níveis de 2005.

A indústria estabeleceu como meta um crescimento neutro de carbono em 2020 e reduzir as emissões pela metade em 2050, O que só poderá ser honrado por uma combinação de esforços para a redução do peso dos motores e células, pelo emprego de materiais sofisticados, uma mudança nos procedimentos do controle de tráfego aéreo mais leves e a utilização de combustíveis mais “verdes”. 


Notícias ICAO


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas