NHT VIRA BRAVA

A Brava Linhas Aéreas, novo nome da gaúcha NHT Linhas Aéreas, espera começar a operar neste mês de fevereiro. A frota da empresa é composta por aviões Let 410 UVP E-20, configurados para 19 passageiros e dois tripulantes, mas a empresa promete substituir seus turbo-hélices tchecos por modelos Embraer 120. Fundada em 2006, a NHT tem sede em Porto Alegre e faz a ligação entre 14 municípios de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.

NOVO VISUAL DA AA APÓS 40 ANOS

A American Airlines anunciou um novo visual em seu logotipo e na pintura de suas aeronaves. O primeiro avião a incorporar as mudanças é um Boeing 777-300ER. O novo padrão de cores recebeu o apelido "soaring spirit" (espírito elevado). É a primeira vez que a companhia muda seu visual em mais de 40 anos. Este ano, a American receberá cerca de 60 novos jatos.


PRIMEIRO SS100 FORA DA RÚSSIA

A companhia aérea Sky Aviation será o primeiro operador do avião regional Sukhoi Superjet 100 fora da Rússia. O modelo, prefixo PK-BCL, é o 15° avião SSJ 100 fabricado em série. Trata-se do nono a decolar em 2012 e o oitavo produzido e transferido para um cliente no ano passado. A empresa aérea indonésia tem um pedido de compra de 12 aviões SSJ100-95B desde 2011.

EMBRAER INVESTE EM ATENDIMENTO NA CHINA

A Embraer nomeou a Taikoo (Shandong) Aircraft Engineering Co., Ltd. ("Staeco") como Centro de Serviços Autorizado da Embraer para o mercado de aviação comercial na China, em cerimônia realizada recentemente nas instalações da empresa, na cidade de Ji'nan, na China. A Staeco fornecerá manutenção pesada e de linha para a família de E-Jets, de acordo com os padrões Parte 145 da Regulação de Aviação Civil na China. Em outubro de 2010, a Tianjin Airlines tornou-se Centro de Serviços Autorizado da Embraer para os jatos ERJ 145 e E190. Desde a inauguração do escritório da Embraer na China, em 2000, até hoje, a frota cresceu para 121 jatos comerciais, incluindo 75 jatos E190. O mercado regional de aviação na China será responsável por 15% das entregas mundiais de jatos com 61 a 120 assentos nos próximos 20 anos. A Embraer prevê uma demanda por 1.005 entregas de novos jatos na China até 2031 nessa categoria, abrangendo 455 jatos de 61 a 90 assentos e outros 550 jatos no segmento de 91 a 120 assentos.

#Q#
LOCKHEED MARTIN COMEMORA 100 ANOS

Lockheed Martin comemorou o 100º aniversário de fundação da Lockheed Company, criada em 12 de dezembro de 1912, em San Francisco, na Califórnia, (EUA). Cem anos atrás, Alan e Malcolm Laughead fundaram a sua companhia em uma garagem, na qual eles trabalhavam à noite e nos finais de semana, construindo o hidroavião Model G, o maior do seu tempo na época. Em 1995, a Lockheed Corporation adquiriu a Martin Marietta, também fundada em 1912 como Glenn L. Martin Company, criando a atual Lockheed Martin. A Lockheed foi responsável pelo projeto e fabricação de aeronaves inesquecíveis, como os militares P-38 Lightning, F-80 Shooting Star, T-33, U2 Dragon Lady, SR-71 Blackbird e F-16 Fighting Falcon, além de aeronaves comerciais, como a série Constellation/Super Constellation/Starline, o L-188 Electra e o L-1011 Tristar.

NOVA PINTURA DO SUPER TUCANO DO EDA

A FAB apresentou o novo avião da Esquadrilha da Fumaça, o Super Tucano, da Embraer, durante a cerimônia militar de passagem de comando do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP). Nela o tenente-coronel-aviador Marcelo Gobett Cardoso assumiu o cargo no lugar do tenente-coronel-aviador Wagner de Almeida Esteves. A pintura do novo A-29, que substituirá os T-27 Tucano depois de 29 anos de operações, empresta as cores da bandeira nacional. O Super Tucano tem mais potência que seu antecessor. No ano das comemorações de seus 60 anos, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) fez 130 apresentações em 16 estados brasileiros e em quatro países da América do Sul, um recorde. Em 2011, a Fumaça realizou 122 demonstrações.

ECLIPSE PARA A USAF

A Eclipse Aerospace pode fornecer frota de Very Light Jets para substituir os atuais jatos executivos da Força Aérea dos Estados Unidos, que possuem mais de 20 anos de idade. O fabricante calcula uma economia de mais de 10 milhões de galões de combustível anualmente com a substituição das aeronaves, já que "o Eclipse Jet garante uma eficiência 70% maior em relação aos aviões em operação em termos de consumo de combustível e custos de manuentação".


Aviação Militar

Artigo publicado nesta revista

NBAA 2016

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano



Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas

Mais lidas

1 Airlink, da África do Sul, torna-se a primeira cliente do país a adquirir aviões E-Jet da Embraer Notícias
2 King Air C90GTx começa a chegar ao Brasil Notícias
3 Jatos de negócios congestionam aeroportos na região de Davos Notícias
4 Guarulhos receberá voos regulares do maior avião do mundo Notícias
5 Monomotor turbo-hélice TBM 900 será oferecido com nova aviônica Notícias
6 Polônia poderá comprar 100 aviões de combate Notícias
7 O novo Beluga XL da Airbus toma forma Notícias
8 100 aeronaves que marcaram a virada do século 20 para o 21 Notícias
9 Helicópteros são presa fácil na mira dos raios laser Notícias
10 Jatos novos voarão na aviação comercial sul-coreana Notícias