Notícias

Da redação em 7 de Novembro de 2011 às 09:29

Brasil pode ter excesso de pilotos
A Abraphe (Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero) encaminhou um documento à Câmara dos Deputados contestando o Projeto de Lei que permite a contratação temporária de tripulantes estrangeiros no Brasil e fazendo um importante alerta: o país já está formando mais comandantes de helicóptero do que o mercado será capaz de absorver. De acordo com o texto, somente no ano de 2010, quase 800 pilotos de helicóptero receberam algum tipo de licença. E, pelos cálculos da entidade, o país precisará de 1.400 pilotos nas operações offshore em 2019, apenas 700 a mais do que tem hoje. "A abertura do mercado também deve desestimular os brasileiros a procurar a carreira de piloto, além de permitir que pilotos estrangeiros voem sobre riquezas nacionais", escreve Rodrigo Duarte, presidente da Abraphe.

Aeroporto de cabo frio privatizado
O Grupo Libra anunciou a compra de 60% das ações da Costa do Sol Operadora Aeroportuária S.A., controladora do Aeroporto Internacional de Cabo Frio (RJ), que é um dos primeiros aeroportos públicos com gestão privada do país, e habilitado a movimentar cargas e passageiros nacionais e internacionais. O processo está em análise fi nal pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Além da operação aeroportuária, o grupo ainda atua na movimentação de cargas alfandegadas e base aérea para helicópteros offshore que operam principalmente nas bases petrolíferas das bacias de Campos e Santos.

Futuros fabricantes
A 13ª Competição SAE Brasil de Aerodesign reuniu em outubro estudantes de engenharia, física e ciências aeronáuticas do Brasil, da Venezuela e do México para apresentar 97 aviões radiocontrolados projetados pelos próprios universitários. O evento, realizado no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, em São José dos Campos, tem como objetivo propiciar a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia entre os estudantes e futuros profi ssionais, que se esforçaram para criar novos meios para o compartilhamento de carga e distância reduzida na decolagem das aeronaves, buscando novas opções em materiais, sistemas adicionais de frenagem, entre outros.

Aula a 41 mil pés
O empresário e fi lantropo Fabio Alexander encomendou um jato executivo Phenom 100 para ser a sala de aula de estudantes da Experience Aviation, com sede na Flórida, EUA. O projeto faz parte do programa "Jornada para o Conhecimento", que pretende promover a educação por meio da aviação. Com o objetivo de estimular o aprendizado de matérias como ciência, tecnologia, engenharia e matemática, história, geografi a, meteorologia e cultura, o método incitará tais disciplinas com a transmissão de voos, ao vivo, por meio de vídeo. A intenção é possibilitar uma aula a 41 mil pés de altitude para mais de 1 milhão de estudantes no mundo todo. Unidos a essa empreitada estão a Embraer, que além de providenciar a aeronave dará um suporte contínuo, e o piloto Barrington Irving (foto), que ministrará as aulas e irá comandar a aeronave em seu próximo voo ao redor do mundo em 2013. O piloto realizou uma volta ao mundo em 97 dias a bordo de uma aeronave monomotor, em 2007, com apenas 23 anos, tornando-se a pessoa mais jovem e o primeiro piloto americano negro a realizar um voo solo ao redor do mundo.

 

Aviação Geral

Artigo publicado nesta revista

23 anos - Ensaios em voo

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 202,80R$ 405,60R$ 202,80R$ 202,80
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 119,96R$ 119,96
Desconto
EconomizaR$ 30,00R$ 103,20R$ 82,84R$ 82,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 54,08 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
23 anos - Ensaios em voo

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas