Inglaterra recebe maior feira de aviação do mundo

Fabricantes de aeronaves civis e militares de 22 países participam da Farnborough Airshow nesta semana com destaque para novos aviões da Embraer

Por Edmundo Ubiratan em 12 de Julho de 2016 às 15:00

O maior evento aeronáutico do mundo voltado para negócios reúne os principais fabricantes do setor aeroespacial. Na edição 2016 do Farnborough International Airshow, que ocorre nas proximidades de Londres, na Inglaterra, uma série de novidades são apresentadas pela primeira vez ao público.

Durante os próximos dias, fabricantes de 22 países apresentarão novidades para o setor, desde novos aviões comerciais e de combate, até processos de produção e logística. Um dos destaques da edição 2016 é a crescente participação chinesa, que conta com um pavilhão 103% maior que o da última edição. A China tem investido maciçamente no setor aeroespacial, apostando em novos aviões comerciais e até mesmo na exploração espacial. Por ora, o foco chinês é conquistar o próprio mercado, considerado um dos três maiores do mundo.

Entre as novidades apresentadas este ano está a segunda geração do avião regional da Embraer, o E-190 E2, que apresenta uma série de novidades, como novas asas, motores mais eficientes e nova aviônica. No entanto, o grande destaque é o KC-390 o cargueiro tático desenvolvido para a Força Aérea Brasileira, que é o maior avião já produzido no hemisfério sul. O KC-390 é um dos mais avançados projetos da indústria aeronáutica mundial, contando com soluções inéditas no segmento e competindo num mercado dominado pela norte americana Lockheed Martin.

Embraer KC-390

A Lockheed levou para o evento o primeiro F-35B, destinado a Royal Air Force. O modelo com capacidade STOVL (short takeoff/vertical landing) permite decolar de navios de médio porte e porta aviões, assim como efetuar pouso vertical. A previsão é que o Reino Unido passe a operar com os primeiros aviões nos próximos 2 anos.


A Boeing apresentou pela primeira vez o 737 MAX 8, a quarta geração da veterana família 737, que apresenta uma série de melhorias que permitiram aumentar o conforto e reduzir em quase 25% o consumo. Do outro lado, a Airbus apresenta o A321neo, o maior membro da família A320neo, que deverá competir nas linhas de médio curso e densa capacidade, podendo inclusive ser o substituto do Boeing 757-200.

A Bombardier agora pode comemorar internacionalmente o início das operações do CSeries, o avião comercial que quebrou paradigmas e causou uma revolução no setor. Equipado com os motores Pratt & Whitney Pure Power, o modelo se tornou no lançamento o mais eficiente avião civil da época. No entanto, uma série de contratempos adiaram o início dos voos, colocando em dúvida as chances de sucesso do CSeries no mercado internacional. Porém, o modelo conquistou um importante contrato com a norte americana Delta Air Lines, podendo se tornar um divisor de águas no mercado regional dos Estados Unidos. O inicio das operações com a Swiss International Airlines também tornou a situação mais calma para ao fabricante canadense.


Notícias Boeing 737 737 MAX Airbus A321neo Embraer KC-390 E190-E2 F-35


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas