Mais pilotos

Easyjet quer contratar 450 pilotos. Não vai ser fácil

A aérea deve oferecer salários tentadores a um mercado carente de protagonistas

Por Ernesto Klotzel em 18 de Maio de 2017 às 13:17

A easyJet do Reino Unido está lançando sua maior campanha de recrutamento para fazer frente ao crescimento de sua frota. A aérea quer 450 novos candidatos para preencher vagas que abrangem, desde "cadetes" em início de carreira a copilotos e comandantes experientes.

Apresar de a easyJet ser, sem dúvida, um empregador atraente, ela deve estar preparada para uma competição desafiadora. O “boom” continuo da aviação, especialmente na Ásia, significa um incremento na concorrência e, segundo a Boeing, uma necessidade de 617.000 novos pilotos até 2035.

EasyJet emprega mais de 3.000 pilotos e, no ano passado, incorporou 420 novos recrutas.

Como parte de sua campanha, a easyJet também pretende aumentar o número de mulheres. Em termos globais, elas representam atualmente, apenas 3% do contingente de pilotos comerciais. A easyJet emprega 164 mulheres em seus cockpits, cerca de 14% do total mundial.        

Em 2020, a easyJet quer que 20% dos novos pilotos “cadetes” sejam mulheres.


Notícias EasyJet

Learjet 75

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Learjet 75

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas