Curiosidades

Os mistérios da Área 51? / Maior cemitério do mundo / O primeiro jato executivo

Da redação em 7 de Outubro de 2013 às 00:00

Os mistérios da Área 51?

A Área 51 é uma base militar localizada no sul do estado de Nevada (EUA). Ela já foi tratada como “a instituição militar mais famosa do mundo que oficialmente não existe”. É propriedade do governo norte-americano e operada pela USAF, a Força Aérea daquele país. Embora muitos associem a Área 51 a experiências com atividade alienígena, o Lago Seco Groom (um dos vários nomes como o local é conhecido) tem sido muito usado na história militar para o desenvolvimento de aviões (Lockheed U-2, SR-71 e F-117, entre outros) e sistemas de armas. Quem tem o Google Earth pode encontrá-la nas coordenadas 37°14’06”N, 115°48’40”W.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a área foi utilizada para prática de bombardeios e artilharia e, depois, abandonada até 1955, quando a Lockheed decidiu usá-la como instalação de testes para o programa do avião espião U-2. Embora não se tenha provas físicas de que experimentos e estudos sobre vida extraterrestre aconteçam na Área 51, existem muitas outras teorias conspiratórias sobre o uso da base pelo governo para o desenvolvimento de diferentes tecnologias:

  • Meios de controle ambiental
  • Viagens no tempo
  • Teletransporte
  • Engenharia reversa com óvnis alienígenas
  • Estudo de extraterrestres vivos ou mortos recuperados de óvnis acidentados
  • Colaboração de seres extraterrestres com o governo norte-americano
  • Base operacional para criar um governo mundial
  • Armas avançadas de energia
  • Engenharia genética de híbridos humanos-extraterrestres
  • Ferrovia que atravessa o continente

Há uma significativa falta de provas para sustentar tais teorias, mas faltam, também, evidências conclusivas de que essas coisas jamais ocorreram. Por ora, prosseguem as especulações.

Maior cemitério do mundo

O 309º Grupo de Manutenção e Reciclagem Aeroespacial (AMARG), às vezes ainda chamado de “O Cemitério”, é uma instalação de armazenamento e manutenção de aeronaves e mísseis da Força Aérea dos Estados Unidos, localizada na Base da Força Aérea Davis-Monthan, perto de Tucson, no estado do Arizona. O AMARG foi anteriormente o Centro de Manutenção e Recuperação Aerospacial (AMARC) e o Centro Militar de Armazenamento e Descarte (MASDC), tendo iniciado suas atividades após a Segunda Guerra Mundial como o 3040º Grupo de Armazenamento de Aeronaves. Hoje, o AMARG, que emprega 550 pessoas, quase todas civis, toma conta de mais de 4.400 aeronaves civis e militares (a maioria), o que o torna a maior instalação de armazenamento e preservação do mundo. Há quatro categorias de armazenamento de aeronaves no AMARG:

  • Longo prazo – aeronaves são mantidas intactas para uso futuro
  • Reaproveitamento de peças – aeronaves são mantidas, escolhidas e usadas como fontes de peças
  • Mantidas em condições de voo – aeronaves são mantidas intactas para permanências de médio prazo
  • Excedentes do Departamento de Defesa – aeronaves são vendidas inteiras ou em partes

Serviço: o único acesso para visitantes é realizado num tour de ônibus que sai do vizinho Pima Air & Space Museu, de segunda a sexta-feira.

O primeiro jato executivo

Embora o Hawker 125, que voou pela primeira vez em 13 de agosto de 1962, e o Learjet 23, que realizou seu voo inaugural em 7 de outubro de 1963, sejam por muitos considerados como os primeiros jatos projetados especificamente para o mercado executivo, na realidade, eles foram precedidos pelo Lockheed Jetstar, cujo primeiro voo aconteceu em 4 de setembro de 1957.

Um dos maiores aviões da sua classe durante vários anos, ele tinha capacidade para 10 passageiros e dois tripulantes. O Jetstar se distinguia dos outros jatos executivos pelos seus quatro motores, montados na parte traseira da fuselagem, em uma configuração semelhante à do avião comercial Vickers VC-10, que voaria anos mais tarde. A USAF adquiriu 16 Jetstar para equipar o Esquadrão VIP. Um exemplar pode ser visto no Museu de Pima, no estado do Arizona, e outro no museu da Força Aérea dos EUA em Dayton, Ohio. O Lockheed L-1329 Jetstar que pertenceu a Elvis Presley pode ser visitado em Graceland, a mansão do cantor (hoje museu) em Memphis, no estado do Tennessee. Outro jato que pode figurar entre os pioneiros é o Morane-Saulnier MS-760 Paris, cujo primeiro protótipo voou em 29 de julho de 1954, mas como aeronave militar para treinamento e ligação.


Curiosidades Área 51 Lockheed U-2 SR-71 F-117 AMARG cemitério Força Aérea Davis-Monthan Hawker 125 Learjet 23 Lockheed Jetstar

Artigo publicado nesta revista

AERO Magazine 233 · Outubro/2013 · O boom dos aeroportos executivos

Grandes empreendimentos e privatizações prometem revolucionar infraestrutura para aviões e helicópteros corporativos


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas