Aviação regular

Giuliano Agmont, Letícia Zivieri E Santiago Oliver em 25 de Fevereiro de 2013 às 11:03

HONEYWELL VAI EQUIPAR NOVOS E-JETS
Embraer selecionou a Honeywell para fornecer o sistema integrado de aviônica Primus Epic 2 para a segunda geração de E-Jets, cuja entrada em serviço está prevista para 2018. A decisão é mais um importante marco no programa que tem previsão de lançamento ainda este ano. No início do ano, a Embraer selecionou a Pratt& Whitney como fornecedor de motores. O sistema integrado de aviônica Honeywell Primus Epic 2 que equipará a segunda geração de E-Jets será uma evolução do sistema Primus Epic, existente na atual geração, o que garantirá um alto grau de comunalidade para os pilotos. Os cinco monitores com dimensões de 8 por 10 polegadas serão substituído por quatro grandes monitores de 13 por 10 polegadas com capacidades gráficas avançadas. O Next Generation Flight Management System (Sistema de Gestão de Voo de Nova Geração), da Honeywell, já em desenvolvimento na geração atual de E-Jets, proporcionará maior capacidade de planejamento de voo, navegação e desempenho da aeronave.

TRÁFEGO DE PASSAGEIROS CRESCE EM 2012
De acordo com relatório da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sua sigla em inglês), o tráfego de passageiros na aviação comercial mundial aumentou em 5,3% em 2012, em relação a 2011, número ligeiramente inferior ao crescimento de 5,9% registrado no ano anterior, mas acima da média de 5% dos últimos 20 anos. A IATA destaca que o importante crescimento no tráfego de passageiros em 2012 vem de mercados emergentes, como o Oriente Médio, que foi responsável por 15,4% de crescimento sobre 2011, e a América latina, que teve um aumento de 8,4% no número de passageiros. O relatório também mostrou que no mesmo período o transporte aéreo de carga diminuiu em 1,5%, sendo que em 2011, ele havia diminuído 0,6% em relação a 2010. A maior queda no tráfego aéreo de carga ocorreu na região Ásia-Pacífico, que é responsável por uma queda anual constante de 5,5%.

TAM MRO ELEVA CHECKS
A TAM MRO, unidade de negócios de manutenção de aeronaves e componentes da TAM S.A., registrou crescimento de 88% no número de checks (inspeções periódicas obrigatórias depois de um determinado período de voo dos aviões) realizados em aeronaves de terceiros em 2012, na comparação com o ano anterior. Foram 66 checks no ano passado, contra 35 em 2011. Atualmente, os serviços prestados a esses clientes correspondem a 12% do faturamento total da TAM MRO, que tem como objetivo elevar essa participação para mais de 40% até 2016. Em 2012, a TAM MRO realizou 158 checks, incluindo equipamentos próprios e de terceiros. Além disso, foram realizadas 12 vistorias de trem de pouso e 68.000 reparos de componentes em diferentes oficinas, o que representa um aumento de 19% em relação a 2011.

REABERTO DEBATE SOBRE SLOTS EM CONGONHAS
A Secretaria de Aviação Civil (SAC) abriu em fevereiro o prazo para receber críticas e sugestões sobre as políticas para a distribuição de posições de pousos e decolagens, os chamados slots, no Aeroporto de Congonhas. O governo diz que pretende com essa medida ampliar a oferta de transporte aéreo e melhorar a qualidade dos serviços e da infraestrutura aeroportuária. Com as novas diretrizes, empresas como a Azul poderão se beneficiar e passar a operar no aeroporto central de São Paulo. As regras para concessão dos slots respeitarão um ranking que regulará a atividade das empresas.

AMERICAN AIRLINES E US AIRWAYS CRIAM UMA GIGANTE
A American Airlines e a US Airways anunciam a fusão entre ambas empresas, que criará a maior companhia aérea do mundo em volume de passageiros, com US$ 11 milhões em valor de mercado. Suas maiores concorrentes, Delta e United Airlines, possuem valores de mercado de US$ 12,4 bilhões e US$ 8,7 bilhões, respectivamente. A nova empresa manterá o nome da American Airlines e oferecerá mais de 6.700 voos diários para 336 destinos em 56 países.
Pelo acordo firmado, a AMR Corp., controladora da American Airlines, passará a deter 72% da nova empresa, enquanto o restante ficará com os acionistas da US Airways. A nova American Airlines será liderada pelo presidente-executivo da US Airways, Doug Parker. Já Thomas Horton, líder da American, ocupará a posição de presidente do conselho até 2014. A fusão, agora, precisa ser aprovada pelos órgãos reguladores dos EUA.

NOVOS SIMULADORES DA GOL
A Gol inaugurou um novo centro de treinamento em parceria com Sim Industries, parte do grupo holandês Lockheed Martin. O espaço, que fica na cidade de Diadema, na região metropolitana de São Paulo, conta com dois simuladores da aeronave B737- 800 New Generation, que estarão disponíveis por um período de dez anos. O local também abriga 16 salas voltadas para treinamentos teóricos. Na área de manutenção, a Gol renovou com a Lufthansa Systems os contratos referentes à gestão de recursos NetLine Suite e às soluções MRO - manutenção, reparos e revisão geral (overhaul) - (AMOS) da Lufthansa Systems por mais cinco anos. Os contratos também foram ampliados para incluir o novo componente NetLine/Ops ++ e módulos adicionais do NetLine/Crew. A GOL trabalha com a Lufthansa Systems desde a fundação da empresa aérea em 2001, e começou a usar NetLine e AMOS em 2008.


Notícias

Artigo publicado nesta revista


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas