Perigo chinês

Americanos se preocupam com investimentos chineses na aviação do seu país

A Segurança Nacional dos Estados Unidos pode estar sendo minada

Por Ernesto Klotzel em 3 de Abril de 2017 às 12:36

Os chineses aumentaram seus investimentos no setor da aviação comercial dos Estados Unidos na última década, despertando preocupações por este fato poder solapar a segurança nacional da americana.

Desde 2005, chineses promoveram fusões ou aquisições de 12 empresas aeronáuticas dos Estados Unidos, criaram três joint ventures, e se envolveram em outras nove transações ou acordos não concluídos – o que equivale a cerca de um ou dois investimentos por ano. O que preocupa as autoridades é a transferência involuntária de tecnologia que poderia minar a segurança nacional dos EUA e sua competitividade.

Por enquanto, os investimentos se concentram na aviação geral, cuja tecnologia não chega a preocupar, mas sabe-se que a China tem como meta o desenvolvimento de uma indústria aeronáutica de competitividade global. Alguns analistas já se preocupam com a transferência da tecnologia dos motores e aviônicos presentes no COMAC C919, fruto de joint ventures com empresas ocidentais. Outros acham que a transferência de tecnologia é improvável, tendo em vista dos controles de exportação dos Estados Unidos.


Notícias COMAC C919


Airbus, Nova Rival da Embraer

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também CHAVEIRO PORTA COPOS
Airbus, Nova Rival da Embraer

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas